RedeAdvogados - Foco e Sucesso na Advocacia

Dra Karina Nogueira conta um pouco a historia de Maria da Penha

Maria da Penha mulher guerreira que hoje significa grande marco na luta contra a violência domestica.

Dia em Últimas Notícias

Dra Karina Nogueira conta um pouco a historia de Maria da Penha

Você sabe quem é Maria da Penha Maia Fernandes?    

Essa mulher, com atualmente 72 anos, inspirou a criação da lei 11.340/2006, que criou mecanismos para coibir a violência familiar contra a mulher.                                          

Mas você sabe o que o ex-marido fez com ela? DUAS tentativas de homicídio! 

Primeira: tiro de arma de fogo, enquanto dormia;           

Segunda: eletrocussão, no chuveiro elétrico da própria casa;                     

Maria da Penha atualmente está paraplégica, como resultado da violência sofrida.

Ela lutou por anos até conseguir que a Justiça brasileira condenasse seu ex-marido. 

Não existia lei específica para punição de violência doméstica, então, após ser julgado e condenado duas vezes, teve sua liberdade decretada.

Diante deste cenário, Maria da Penha não desistiu: em 2001, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) condenou o Brasil por negligência e omissão pela demora na punição do agressor.

Marco Antonio Heredia Viveros foi condenado em 1996 a dez anos de reclusão. Porém, a prisão veio apenas em 2002, e ele cumpriu menos de um terço da pena. Atualmente, cumprindo sua pena em regime semiaberto em Natal (RN).

Esse julgado serviu de inspiração para a criação da lei que trata da violência doméstica contra a mulher, que entrou em vigor no ano de 2006. 

O feminicídio é uma triste realidade atual:

- Em Dores do Rio Preto (ES), Jane Cherubim, de 36 anos, foi espancada e abandonada em uma estrada. O principal suspeito é o seu namorado, Jonas Amaral;

-Uma mulher foi encontrada morta em uma apartamento em Bom Despacho (MG), com 15 perfurações no corpo. O namorado, que é o principal suspeito do crime, se suicidou após o crime. A mulher tinha dois filhos.

- A estudante Cíntia de Jesus Silva, de 22 anos, foi morta a tiros pelo companheiro na frente dos dois filhos em Guararema (SP). 

Uma mulher é morta a cada duas horas no país!

 

Ao menor sinal de violência, denuncie! Não arrisque sua vida!

Deixe seu comentário aqui: